Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ANO NOVO

Mais um ano se encerra
E um outro se inicia...
No velho deixamos as tristezas
Para entrar no novo com alegria...

Trezentos e sessenta e cinco dias
A procura da felicidade
Nesse novo ano o que eu mais quero
É viver com dignidade

Ser feliz e espalhar
Para o mundo essa semente
Espalhar paz e esperança
Ajudando muita gente

Inicie... O Ano Novo
Com muita, muita emoção
Deseje a todos boas festas
E feliz ano novo de coração.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

ERROS E ACERTOS


Na tristeza ou na alegria 
Tudo o que eu queria ter
Era o dom para decidir
E depois, não me arrepender

Fazer as coisas certas
Para não me desfazer
Daquilo que eu tanto gosto
E depois me arrepender

Mais na vida nem tudo
É do jeito que queremos
Os pratos mais gostosos
Não são aqueles que comemos

Mais só que o importante
É que podemos mudar
O rumo de nossa história
Para o nosso bem estar

Errando e acertando
Se vai a vida levando
Só tem que ter cuidado
Para não ficar penando

A decisão mais certa
E que se deve tomar
É seguir em frente
E de se mesmo não duvidar

Encontrar a felicidade
Não é fácil para ninguém 
Mais espere que um dia 
Ela sorrira pra ti também.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

CRIANÇA PERDIDA

Caminhando pelas ruas
Encontrei uma criança a chorar
Perguntei: Menino o que faz sozinho?
E ele me olhando assustado...

Amedrontado me falou
Eu estou perdido do meu papai
Duas noites que eu durmo,
Aqui na rua já se faz!

Eu já andei tanto
Que já não aguento mais
Leva-me para casa
Eu quero o meu papai!

Como é o teu nome?
E o nome de teu pai?
Meu nome é Felipe!
Meu pai é o João!

E onde tu moras?
Onde eu moro!
Moça eu não sei!
Mais quero ir embora...

Sei que da minha casa
Da para ver a catedral
E para ir até lá
Passamos em frente ao hospital

É do lado da dona Maria
E no fundo mora tia Bia
E em cima da minha casa
Fica a da tia Ana

Com base naquelas informações
Cheguei à casa do seu João
Que tinha perdido seu filho
Em um parque de exposição

Que de tanto o procurá-lo
Quase perde a razão
Chorando noite e dia
Sem achar uma solução

Quando seu João
O seu filho reencontrou
Pulou de alegria
E se emocionou

Pois tinha encontrado
O seu filho amado
Prometeu assim o identificá-lo
Todas as vezes que sair para passear

Segurar a sua mão
E não mais soltar
O pai seu filho
Pois se a abraçar.

CHUVA BENEFICIÁRIA


A chuva vai caindo
E o chão molhando
No céu as nuvens
Estão todas chorando

O choro das nuvens
É para o chão molhar
Para as plantas
Bonitas ficar

Para alimentar
A população
Que tanto espera
Os preço baixar

Das frutas e legumes
Que caros estar
E nem todo mundo
As podem comprar

Gerando dificuldade
Para dos povos carentes
Que também precisam
Destes nutrientes

No momento está
Um Deus nos acuda
Rezando por chuva
"Pedindo ajuda"

Mas com chuva caindo
Muda a situação
Pois vai radicar
Toda a sequidão

Chove chuva
Molhando o chão
Onde houver seca
Ajuda a nação.

PEDIDO A ESTRELA CADENTE


Em uma linda noite
Eu fui passear
Sentei na praça
Olhando o luar

O céu estrelado
Fiquei a admirar
Esperando uma estrela cadente cair
Para um pedido para ela fazer

Quando eu menos esperava
Uma estrela cadente passou
Um pedido a ela eu fiz
E fui para casa dormir feliz

Quando no outro dia
Na praça eu voltei
Vir uma coisa e me surpreendi
Um lindo rapaz eu conheci

Era meu desejo se realizando
Parecia que eu já o conhecia
E meu coração com certeza dizia
Encontrei meu grande amor...

Ele o mesmo por me sentiu
Desde o momento
Que nossos olhos se olharam
E nossas mãos se tocaram.

Esse foi meu primeiro amor
Que tanto pedir as estrelas
E para minha felicidade
Meu desejo realizou-se.



Leidiana S Silva
14/11/11

AMOR ESCRITO NAS ESTRELAS

Eu vagava pela noite
Em plena luz do luar
Quando meu olhar
Encontrou outro olhar

Aquele olhar era espelhado
Até dava para ver! o céu estrelado
Apaixonei-me por ele
No momento que o vir

O tempo passou
E eu não esqueci
Que naquele olhar
Um dia eu me vir

Com o passar do tempo
Eu até pensava
Que aquele olhar de mim
Não mais se lembrava

Mais pra minha surpresa
Ele também de apaixonou
Por mim naquele dia
Em que para o meu olhar, olhou!

Sentir aquele amor
Na minha veia correr
Quando em uma bela noite
Eu voltei a o rever

Nossos olhos se olharam
Nossas mãos se tocaram
E assim iniciamos
Nossa historia de amor

Nós nos entregamos
De corpo, alma e também coração,
E vivemos intensamente
Nosso amor e nossa paixão.

O nosso amor estava;
Escrito nas estrelas
Pois era amor de verdade
Era amor para a vida inteira...




Leidiana S Silva

PRISIONEIRA DA CHUVA

Que vontade de sair
Só que agora não dá não!
Pois lá fora ta caindo
O maior chuvão...

Graças a Deus, a chuva
Dar gosto de se ver,
Ela ta ficando fraca
Quase não da para perceber

Mesmo estando fraquinha
Do jeito que ela está
Não da para sair
Não da para encarar

À tarde ta chegando...
O sol apareceu!
A chuva secou,
Em fim eu vou sair...

Em meu bairro eu dei a volta
E aqui de volta eu estou
Olhando da janela
A chuva que começou...


Leidiana S Silva
12/11/11

A ESPERADA DECLARAÇÃO


Eu tive um sonho
Um sonho lindo, Eu sonhei
E em meu sonho
Você eu avistei

Foi uma coisa mágica
Quando você me acenou
Sorrindo pra mim
E comigo falou

Eu vim em teu sonho
Só para te dizer
O quanto te amo
E quero você

Isso era tudo
Que eu precisava
Para me declarar
Para quem eu, tanto amava.

Quando acordei
Tratei, de te visitar,
E aqui estou eu
A você me declarar

Eu muito tentei
Mais o medo não deixou
Declarar-me para você
Oh meu amor, meu bem querer

Mais hoje eu estou aqui
De todo o coração
Para dizer que eu te ama
Que é teu o meu coração.

Leidiana S Silva

DECEPÇÃO SERTANEJA

Um homem encantado
Com a beleza de um a sertaneja
Com quem manteve um caso amoroso
E que estava de partida
Sabe-se lá para onde

Ele nunca a perguntou de onde tinha vindo
E também não quis saber para onde ela iria
Mais uma pergunta ele a fez
E pediu que o respondesse de uma vez
E com sinceridade mesmo que o machucasse
Se ela voltaria para ele um dia
E que falasse a verdade

Daí com os olhos cheios de lagrimas
Ela o confessou
Não! Não voltarei mais para ti
Mais saudade hei de sentir

Eu conheci outra pessoa
E por isso vou parti
Perdoa-me, por favor,
E saiba que eu também estou sofrendo

Gosto muito de você
E por isso eu não vou mentir
Eu quero a ti ser sincera
Pelos anos que vivemos

Toda a felicidade desse mundo
Eu desejo para ti
Espero que você encontre
A quem ti ame de verdade

Por favor, não me acompanhe,
Nem a porta venha abrir
Pois eu não pretendo
De você me despedir

Apesar daquele choque
Ele contente ficou
Pois estava livre para amar
E se abrir para um novo amor

Uma gaucha conheceu
E após dois anos se casou
E descobriu ao lado dela
O que era o verdadeiro amor


Leidiana S Silva
 08/11/11

O PATINHO FUJÃO

A pata Patita
Estava a passear
Com seus patinhos
Para Lá e para cá

Um dos patinhos
Resolveu se aventurar
Fez sua mala
E sozinho foi viajar

Quando a mãe pata
Deu por falta do patinho
Chorou, sofreu
E quase enlouqueceu

Saiu à procura
Do seu patinho
Que naquelas alturas
Já estava longinho

O patinho foi parar
Numa fazenda vizinha
E foi acolhido
Pelo pato Joãozinho

A mãe do patinho
Rodou toda vizinhança
De tanto procurá-lo
Quase perdeu a esperança

Mais quando ela,
Menos esperava
E nem imaginava
Lá ele estava

Na fazenda do vizinho
Aos cuidados do pato Joãozinho
Brincando de roda
Com patos e galinhas

Feliz da vida
O seu patinho ela abraçou
O seu vizinho agradeceu...
E para casa retornou

O patinho arrependido
Para sua mãe pediu perdão
Prometeu não mais fugir
E foi brincar com seus irmãos.


Leidiana S Silva
 04/11/11

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

TRÁGICO DESTINO

Conheci um casal
Que era bem liberal
Ele não fumava nem bebia
Já ela tudo isso fazia

Ela bebia, todos os dias...
E não via o quanto ele sofria
Caia pelas ruas
E andava quase nua

Ficava jogada as traças
De cachorros lamber a boca
Ela era tão largada
Que era chamada de louca.

Coitado do rapaz
Que infelicidade!
Um homem, ser chacota;
De toda uma cidade

Mais ele não agüentou
Aquela vida não
Foi embora de uma vez
Para Maranhão

Enquanto ela ficou
Nessa vida a sofrer
Bebendo noite e dia
Estava quase a morrer

Foi quando conheceu
Uma casa de oração
Pedindo forcas a Deus
Ela num bebeu mais não.

Mais já era muito tarde
Pra voltar pro seu marido
Porque de tanto desgosto
Ele já tinha morrido.


Leidiana S Silva
           

O CETRO MÁGICO E O CASTELO ENCANTADO

Um baú enorme
Muito bem enterrado
Numa escavação
Por mim foi encontrado

Nele havia
Um grande tesouro
Jóias, mapas,
E objetos de ouro

Entre os objetos
Tinha uma coroa
E um cetro mágico
Que me magnetizou

A coroa eu coloquei
O cetro eu apontei
Para o meio do nada
E assustada eu fiquei

Com o castelo
Que ali apareceu
E um lindo rapaz
Num cavalo a montar

Que olhava Pra mim
E vir seus olhos brilhar
Ele era um lindo príncipe
E fui com ele a bailar

E para sempre com ele
No castelo a reinar
Mais as nossas aventuras
Acabou de começar

Pois com tantos mapas
Aventuras não vão faltar
E que a felicidade
Sempre é de nos acompanhar

E não imaginava
Que poderia me acontecer
Deu encontras esse baú
E a felicidade conhecer.


Leidiana S Silva
          03/11/11

AS LOUCURAS DE MIRTA MARIA

Loucura como essa
Juro nunca vir
Minha vizinha Mirta Maria
É tão ultrapassada
Que dá até desgosto
Com tanto mau gosto

As filhas que ela tem
São apenas oito
As oito mocinhas
São bonitas de arrasar
Mais os nomes que elas têm
São feios de matar

Tem “M” nos nomes
Para não mais acabar
É Mirti
Mirtilde
Mirtome
Mirtesia
Mirtenia
Mirtusa
Mirtoli
E Mirtozia

Vamos combinar que esses nomes são excêntricos
Mais eu avisei que ela era fora do comum

Essas pobres mocinhas
Sofrem pra danar
E morrem de vergonha
Quando o nome tem que dar

Quando conhece um rapaz
Elas não sabem o que fazer
E nem como se apresenta
Pois os nomes que elas têm
Não tem cristão pra agüentar

Pois quando os nomes elas a dizem
Eles começam a arreliar
Se tornando um castigo
Os seus nomes revelar.

O que feito estar
Não da pra voltar atrás
Mais nas suas gerações
Isso não repetirá, jamais.


Leidiana S Silva
          03/11/11

A RECEITA DO AMOR

Preparei uma receita
Uma receita de amor
A mais gostosa
Que alguém já provou

Essa receita
Ninguém pode copiar
Pois cada um
A sua tem que incrementar

Pois o amor
De ninguém é igual
Cada amor é único
Não da pra comparar

Amor não se inventa
Planta-se no coração
E rega com carinho
Cuidando com atenção

Estercando com amizade
Grandes frutos hão de dar
Eu garanto que você
No amor vai se especializar.


Leidiana S Silva
         02/11/11

MEU MAIS LINDO SONHO

Meu sonho mais lindo
Que eu vivo a sonhar
É dançar com você
A luz do luar

 Ao som de uma valsa
Eu quero voa
Nas asas imensas
Da imaginação

Com um vestido dourado
E sapatinho de cristal
E em meus cabelos cacheados
Uma coroa colocar

Num cavalo branco
Com você cavalgar
Ò lindo príncipe
Que eu vivo a sonhar

Mais meu desejo
Para quando acordar
É você, em minha frente avistar!
Dar-te um beijo e te abraçar.


Leidiana S Silva
        02/11/11