Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

domingo, 21 de outubro de 2012

CHUVA ABENÇOADA


Toc, toc no telhado
A chuva começou a cair
Esfriou derepente
Ficou bom foi para dormir

Continuou a chover
E também frio fazendo
Me deitei na minha cama
E o cobertor foi me aquecendo

Silêncio dentro de casa
Mais lá fora tá barulhento
Era o barulho dos trovões
E o assovio dos ventos

Choveu toda a manhã
Até de tardezinha
Continuou chovendo a noite
De madrugada e no outro dia

Foi uma chuva abençoada
Por Deus nosso Senhor
Pois estava uma seca
Que o chão até rachou

Com essa chuva que deu
O verde começou a brotar
Acabando com a seca
Que estava a nos assolar

O que estava escasso
Agora é fartura
Pois temos variedades
De frutas e verduras

Após a chuva passar
Abriu-se um lindo sol
E a rua que estava isolada
Encheu-se de criançada

Comemorando o sol que abriu
E a chuva que passou
Fechando as rachaduras da terra
Que a seca formou.

Leidiana S Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário