Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

quarta-feira, 24 de abril de 2013

FRIO DA MADRUGADA


O frio da madrugada
Faz a gente gemer
Nos deixa arrepiados
Como se tivéssemos molhados

Uma sensação estranha
Que a pele não entende
Só o cobertor
O teu corpo compreende

As mão ficam geladas
O corpo esfria
Arrepiando por inteiro
Parece até um exagero

Passar frio
Não é recomendado
Vou pó meias nos pés
Ficar bem agasalhado

 Pois é...
Assim é o frio
Ventos gelados
Que provoca arrepios

Eliminando o calor
Que tanto maltrata a gente
De qualquer jeito o cobertor
É quem nos deixa quente!

Leidiana S Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário