Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

sábado, 6 de abril de 2013

O VALE DAS FADAS


Eu vi uma luz
No escuro a brilhar
Vinha em minha direção
Vagando em meio ao ar

Como uma tocha de fogo

Ela brilhava e piscava
Também fazia zig-zag
Vindo em direção a cidade

Em meio aquela luz

Voou uma borboleta
Quem a mim se apresentou
Como a fada Esplendor

Era uma linda fada

Em forma de borboleta
Um meio esverdeada
E um meio violeta

Ela me falou

Que estava procurando
Um novo lar para morar
Uma nova mata encontrar

A mata que elas moravam

O homem a devastação
Desmatando e a queimando
Com natureza acabou

Os animais que lá viveu

Os que não morreram
De lá fugiu
E ninguém mais os viu

Me apresentou as suas colegas

E continuou a sua missão
Procurando um novo vale
Para construir sua mansão

Formando um novo vale

Para as fadas habitarem
E ser feliz cantarolando
Por está longe das maldades

E deixando de exemplo

Aos homens a preservação
Das matas, árvores e animais
Sobrevivência das nações.

Leidiana S Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário