Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

sábado, 22 de agosto de 2015

O PASSAR DAS HORAS


O relógio da parede
Não para de girar
Ao mesmo tempo a hora
Não para de passar


As horas correm
Com o tempo
A cada segundos
A todo momento


O tempo não para
Os minutos disparam
As horas se exalam
Como o cheiro das rosas


Vai passando e passando
Ponteiros rodando
À  linha do tempo
Se conectando


As horas passando
O tempo mudando
E o relógio na parede
Continua funcionando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário