Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

A DOR DA SOLIDÃO


Me sinto sozinho
Jogado ao léu
Como uma estrela
Caída do céu


Me sinto sem rumo
E sem direção
Querendo um pouco
De amor e atenção


Muito desolado
Navio sem mar
Pássaro sem ninho
Noite sem luar


Me sinto no nada
Sem expectativa
Sem esperança
Nem alegria na vida


Procuro um jeito
De contentar o coração
Passar a ser feliz
Saí da solidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário