Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

MINHA INFÂNCIA - NA ÉPOCA DO IMBU


Alegria de criança
É comer fruta no pé
Todo dia ir chupar
Até as frutas acabar


Se começa comer verde
Depois as de vês
Até chegar o tempo certo
E amadurecer de uma vez


Me recordo vagamente
Da época do imbu
Uma fruta bem docinha
E azeda pra chuchu


Da árvore do imbuzeiro
No Nordeste encontrado
Fruta típica do Sertão
Na caatinga cultivado


Parecida a uma mini manga
Com um caroço bem pequeno
Eu começo descreve-la
E  é o mesmo que está vendo


Quando bem maduro
Dá para comer com feijão
Porque abre o apetite
E faz uma boa digestão


Minha mãe colhia bastante
Para fazer imbuzada
Com leite e açúcar
E tomar com a criançada


Meu pai comia com farinha
Numa bacia de dois litros
Isso eu não tinha coragem
Mas ver ele era bonito


Uma mistura de imbuzada
Com farinha é mingau!
Quando eu via meu pai comer
Eu até passava mal, de tanto rir!


Eu chupava imbu maduro
Pra sentir o seu docinho
Mas também comia verde
Descascado com um salzinho


Quando acabava o imbu
Era época de cajá
Parecida com imbu
Só que azeda pra danar


Aí eu corria pra caatinga
Para o pé de cajazeira
Colher frutas para mim
Era tipo: uma brincadeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário