Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

VIVENDO A DIFERENÇA


Me sentia diferente
Até mesmo inferior
Um pássaro sem seu ninho
Borboleta sem uma flor


Uma noite sem luar
As estrelas sem o céu
Me sentia deslocada
Uma noiva sem o véu


Um bichinho exilado
No mundo sozinho
Sem saber o que fazer
Vivendo sem carinho


Vivendo a diferença
Num tremendo baixo astral
Me sentia tipo, estranha
Completamente anormal


Sem origem ou semelhantes
Uma pessoa abandonada
Diferente de tudo e todos
Simplesmente adotada


Não sei o que acontecia
Porque que me sentia assim
Só sei que ser diferente
Não é tão ruim


Que chato seria
Se todo mundo fosse igual
Seria mui bizarro
Isso sim era anormal


Ser diferente é bom
Mais que isso, é legal
Sem falar que por dentro
Todo mundo é igual


Temos que conviver
As diferenças aceitar
Pois todas as diversidades
No mundo tem o seu lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário