Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

CORAÇÃO ACORRENTADO


Meu coração estava preso
Acorrentado pra valer
Escravo do amor
Não sabia o que fazer

O peso da corrente
Me feriu o coração
Amor de verdade
Não causa decepção

Amor não prende
Amor não sufoca
Amor não machuca
Também não provoca

Quem ama de verdade
Só quer fazer feliz
Valoriza a amada
Que a ama sempre diz

Quem ama tem carinho
Tem consideração
Quem ama quer o bem
Trata sempre com afeição

Amor tem que ser cuidado
Com sabedoria e atenção
Para não ferir ou magoar
Nem machucar o coração

Coração não se prende
Mas se cuida muito bem
Do jeito que você amar
Será amado também

Quem se quer se ama
Quem não se quer se deixa
Só vale a pena desejar
Quem também te deseja

Quem te faz sofrer
Não merece ser amado
Tem que ser esquecido
Ser deixado de lado

Me livrei daquele amor
Que só me fazia sofrer
Só ficou as cicatrizes
Mas um dia vou esquecer

Vou entregar meu coração
Com todo o meu amor
Para alguém que como eu
Ame e saiba dar valor

Que não prenda não sufoque
Não machuque o coração
Alguém fiel e verdadeiro
Que me ame de paixão

Coração acorrentado
Só pelos laços do amor
Um amor correspondido
Que não machuca e dá valor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário