Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

quinta-feira, 28 de abril de 2016

AMIGO TEMPORÁRIO

Sabe aquela pessoa que passa?
Você vêe uma vez e não vêe mais!
Mas que fica em sua lembrança
Para não esquecer jamais!

Hum! Me lembro bem de um cara
Que um dia conheci
Na Cidade de Uberaba
E nunca mais o esqueci!

Um cara extrovertido
Do tipo mesmo amigão
Sei que quer saber o nome
Mais eu não vou falar não!

Quando ele ficou sabendo
Que eu criava poesia
Logo pediu que eu fizesse uma!
Para sua alegria...

Na verdade ele duvidou
Achou que eu não ia consegui
E falou com sua esposa
"Traz caneta e papel aí!"

Então eu, mesmo acanhada
Tive que improvisar
E uma poesia para aquele cara
Naquela hora fui criar!

Escrever sobre um velho amigo
Vou dizer "facinho se faz"
Mas sobre alguém desconhecido
"Qualidades!" É de mais!

Mas mesmo assim eu escrevi
Sobre ele, rapidinho!
Naquela hora até tremi
Com meu jeito acanhadinho

Só que eu dele escrevi
Minha verdadeira impressão
Não aumentei nem diminuir
Só para agradá-lo não!

O que escrevi sobre ele
Realmente foi de coração
E ele até percebeu
Pois ficou bem animadão

Aquela foi uma bela noite
Em sua chácara a beira do rio
Todo mundo ali bebendo
E eu olhando e sentindo frio

Também comi um pato assado
E tomei um monte de refri
Naquela noite até jantei
Só não fiquei para dormir

Foi uma noite agradável
Por isso eu não esqueci
Pois uma pessoa nota mil
Naquela noite conheci

Grandes amigos temporários
Talvez não se rever jamais
Pessoas que passam - E se vão...
Pessoas que ficam - No coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário