Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

terça-feira, 24 de maio de 2016

VIDAS E RECAÍDAS

Já pensei em desistir
E desisti de pensar
Simplesmente decidir
Que ia continuar...

Voltei a desanimar
Querendo voltar atrás
E tornei decidir
Que desistir jamais

Só que não é fácil
A luta é constante...
Mudança de humor
Há todo o instante

Tentei e por demais
De forte eu me fiz
Fingir até mesmo
Que eu era feliz

Fico eu confusa
Sem saber o que fazer
Foge-me as palavras
Não sei o que dizer

Me sinto numa balança
Descendo e subindo
Me bate o desespero
Perdida me sentindo

Essa é realmente
Uma péssima sensação
Caio fundo na deprê
E trica o meu coração

Com o coração doido
Fico eu desanimada
Só quero ficar só
E não quero é mais nada

De tanta recaída
Eu na deprê caí...
Desci no fundo do poço
E não consegui subir

Me tranco no meu mundo
Junto com minha solidão
Não quero ver ninguém
Jogada pelo chão

Desânimo total
Sem perspectivar
Sem nenhum estímulo
Para minha vida

Presa em um labirinto
Sem saber como sair
Grito por socorro:
"Alguém vem me acudir!"

E quase a desfalecer
Uma luz se acende
E inesperadamente...
Algo me surpreende

A força que perdi
Renasce dentro de mim
Supero minha queda
E começo a subir

Me ergo novamente
Levando para vencer
Pois o que vale a pena
Na vida é viver

Mas não para por aí
A luta contínua...
Desânimo eu comparo
A mudança de lua

Novamente triste!
"Desistir" volto a pensar!
Mas, penso, penso e penso...
...Eu vou é continuar

Desisto de desistir
E toco a vida pra frente
Totalmente decidida
A fazer tudo diferente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário