Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

segunda-feira, 25 de julho de 2016

INTERMINÁVEL PROCURA

Procurando realmente
A mim mesmo conhecer
Comecei uma procura
A ponto de enlouquecer

Procurando o impossível
Mas aquilo que é meu
Procurando o mais profundo
Mais profundo do meu eu

Procurando um sentido
Procurando uma solução
Procurando por algo
Que me arranque a solidão

Procurando no horizonte
Procurando um olhar
Procurando quem entenda
Minha maneira de pensar

Procurando um refúgio
Seja em qualquer lugar
Procurando por alguém
Alguém para conversar

Procurando atentamente
Procurando por alguém
Alguém que como eu
Sinta solidão também

Procurando por resposta
Procurando entender
Procurando a real causa
Do que está a acontecer

Procurando por um erro
Procurando a imperfeição
Procurando o motivo
Porque tanta solidão

Procurando me adaptar
Mesmo contra meu querer
Cheguei até me camuflar
Para poder sobreviver

Procurando entender
E nada de conseguir
Procurei uma saída
Uma maneira de fugir

Procurei como foi
Procurei por um sinal
Procurei o começo
Da perturbação fatal

Procurei... e procurei...
Só que nada de encontrar
Então procurei tanto
Que cansei de procurar

Cheguei a conclusão
Que isso é minha sina
Pois tanto que procuro
E a procura não termina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário