Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A LEI DO DESAPEGO

No começo foi tão lindo
Era "O amor está no ar"
Nós dois sempre lado a lado
Todo tempo a se beijar

Eu não imaginava
Minha vida sem você
Com aquela ilusão
De nosso amor é pra valer

Completamente apegada
Não conseguia viver sem
Só pensava em nós dois
Eu, você e mais ninguém

Só tinha um problema
Nunca que me deu valor
E aquele apego todo
Uma hora acanou

Fui me desanimando
Desacustumei com o seu jeito
E ao invés de qualidade
Comecei ver só seu defeito

Aquilo que era lindo
O que me impressionava
Percebi que invés disso
No fim só me desanimava

Comecei pegar distância
Pois acabou minha esperança
De mudar para melhor
E cada dia ficou pior

Então dei um basta
E em fim acabou
Meu apego, amizade
E também o meu amor

Não adianta arrepender-se
E nem querer recomeçar
Meu coração está ferido
E cicatrizes vão ficar

A lei do desapego
Existe e é cruel
Você desfez do doce
Agora prove o fel

Estou naquela face
De total adaptação
O meu objetivo
É te arrancar do coração

Hoje até sinto falta!
Mas sabe quando a gente cansa?
Pois é se liga aí…
Todo o começo, tem um fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário