Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O ACONCHEGO DE UM ABRAÇO

Aconchego é muita coisa
Um abraço com amor
Um beijo, um carinho
Um simples gesto como for

Uma atenção especial
Aquele abraça aconchegante
Em que lhe faz até esquecer
Os problemas por um instante

Aconchego é caridade
Para muito é uma glória
Pois por mais que ele demore
Sempre vem na melhor hora

O desejo de muitos
São aconchego constante
Abraços carinhosos
E beijinhos bem arrepiante

Tem abraço aguardado
E abraço inesperado
Tem abraço que marca
E aquele incomodado

Tem abraço ligeiro
E o que você não quer soltar
Só quer ficar abraçado
Se sentindo aconchegar

O abraço tem voz
E fala por você
O que a boca não diz
E os olhos quer esconder

Então o abraço fala
Quando está incomodado
Demonstrando na verdade
Que não quer ser abraçado

Desse jeito é o abraço
Desse jeito o abraço é
Só depente de você
Desvendar o que ele quer

Então aconchegadamente
Se pode abraçar
Dar um singelo mas grande beijo
Ou um aperto de mão para começar

O aconchego de um abraço
Não tem como comparar
Nem com beijo nem com nada
Pois aconchego é abraçar

Um abraço aconchegante
Não tem mesmo comparação
O carinho de um abraço
Vale mais que hum milhão

Beijos, carícias e carinho
Logo se sente ao terminar
Mas o aconchego de um abraço
Você sente continuar

Aconchego é um gesto
Uma maneira de abraçar
Mas um abraço de alma
Algo espetacular

Aconchego não passa logo
Ele fica um tempão
E as vezes fica para sempre
Pois marca lá no coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário