Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

NÃO À EMANCIPAÇÃO

Os filhos um dia cresce
Só antes mesmo de crescer
Eles querem ser adulto
Antes de amadurecer

É aquela dor de cabeça
Aquela confusão
E quebra cabeça com rebeldia
Causa até hipertensão

Esse é o carma dos pais
Quando os filhos sem pensar
Mesmo sendo adolescente...
Querem se emancipar

É aquela correria
Os pais sentem-se na contra mão
É um verdadeiro Deus nos acuda
Uma tremenda confusão

Pois sem responsabilidade
Sem ter a idade ideal
Querendo ser donos do nariz
Mas só que isso só faz mal

A vida é feita de fases
A primeira é o nascer
A segunda é a meninisse
Até adolescente ser

A quarta é a juventude
Que é uma fase bem legal
E em fim a fase adulta
Que exige responsabilidade total

Então para quer se apressar
Todo um dia vai crescer
Esse é meu conselho
Adolescente é para você

Aproveite sua infância
Suba a escada por degrau
Sua hora vai chegar
Ela acontece natural

Não tem vantagens alguma
Antecipar responsabilidade
Aproveite sua vida
Curta sua pequena idade

Obedeça os seus pais
Para depois não padecer
Não entre nessa rebeldia
Ou ira se arrepender

Pais sabem o que faz
Filho não sabe o que diz
Mas quem obedece os pais
Esse sim cresce feliz

As consequências são cruéis
E elas não poupa ninguém
Mas feliz é aquele filho
Que sempre ouve a voz do bem

Pais também foi criança
Já foi adolescente
E se pega em nossos pés
É porque quer o bem da gente

Adolescente pense bem
Ontes dos pais desobedecer
Se eles pegam no seu pé
É porque quer lhes proteger

Hoje você não entende
Ou até mesmo não quer aceitar
Mas lá na frente te garanto
Muito grato tu será...

Não a emancipação
E outro não a rebeldia
Viva o que éh e o que foi...
E o que será um dia, "criança!"

Uma criança não precisa emancipar
O único dever dela é correr e brincar
Pois depois que crescer e adulto ser
Emancipado será, é só esperar!

Ouça filho, não se apresse
Não apresse seu crescer
Curta bem as suas fases
Deixe a vida acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário