Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

sábado, 10 de dezembro de 2016

SOFRIMENTO DISFARÇADO

O sofrimento em disfarce
Se alojou na minha façe
Não quer mais sair de mim
E meu corpo não reage

Sinto uma profunda dor
Doer bem dentro de mim
Dor que meu peito corrói
Uma dor que não tem fim

Dor profunda tortuante
Dói de maneira constante
Dor que meu peito tortura
Sem dar trégua um instante

Quando o coração chora
E dá vontade de ir embora
Você corre e se esconder
Sem achar quem te consola

"A cabeça se atrapalha
As ideias se confunde
Só resta é pular do barco
Antes que ele se afunde!"

Bem assim que é a vida
Esse é um real dilema
Afinal quem que no mundo
Que não tem um só problema!

Aos que vêe o meu sorriso
Sempre alegre por demais
Não imagina a tristeza
Que se esconde por detrás

A máscara do sofrimento
A minha face tomou
Segurei as lágrimas nos olhos
E mesmo assim minha alma chorou

Eu faço-me de forte
Rindo sempre, sem querer
Disfarçando minha tristeza
Mas, sem razão para viver

Só que cansei de disfarçar
De chorar escondidinho
Cansei de tanto sofrer
E de me sentir sozinho

Definitamente cansei
Cansei de tanto chorar
Cansei de todo disfarce
Essa mascara vou tirar

Não vou mais disfarçar
Se for pra chorar vou chorar
Pois se continuar o disfarce
A angústia vai me matar

A mim mesmo prometi
Melhor me esforçar
Jamais eu deixaria
O meu barco afundar

Mais uma vez não conseguir
Voltei a me desanimar
Meu mundo desabou
E não deu nem para disfarçar

Mesmo sem querer
Forçando a natureza
Acabei chorando
Mergulhado na tristeza

Tanto sofri, quanto chorei
Tanto perdi e nada ganhei
Em todo esse dilema
Só me machuquei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário