Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

A CHEGADA DE UM BEBÊ

Uma mágica acontece
Quando uma criança nasce
Pois depois de tanta espera
Se pode ver a sua face

Uma miniatura de pessoa
Com toda sua perfeição
Uma diviníssima obra
Que vai além da imaginação

É incomparável a ansiedade
De uma família ao aguardar
A chegada de uma criança
Que dentro de um ventre estar

Na verdade toda família
Quando espera um bebê
Conta meses e conta dias
Ansiosos para logo ver

E daí quando nasce
É aquela agitação
Todo mundo quer pega-lo
Não querem nem tirar da mão

A família fica confusa
Sem saber o que fazer
Se deixa a criança na cama
Ou segura mais o bebê

Um corre para aqui
Outro corre para acolá
Que dá até tontura
Em quem muito observar

Na verdade é engraçado
Para quem de fora estar
Pois parece marinheiros
Navegando em alto mar

Outra coisa engraçada
É na hora de dar banho
Todos bem desajeitado
Só por causa do tamanho

Sem falar da aflição
Que a família chega a ter
Todos bem apavorados
Com o choro do bebê

É uma coisinha linda
Só não é bom a barulheira
Um tremendo alvorosso
Toda aquela choradeira

Mas depois de o vestir
Tudo volta ao normal
É que nem todo bebê
Acha o banho legal

Com tempo ele se acostuma
Pelo banho se habitual
E a hora do seu banho
Passa a ser sensacional

Então é isso...
Quase uma melodia
A chegada de um bebê
Sempre é uma alegria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário