Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

domingo, 5 de fevereiro de 2017

MISTÉRIOS DA TERRA

O mundo da voltas
E como não é pião
O mundo não para
Continua a rotação

O mundo gira
Como um roda gigante
Com uma diferença
Pois é de maneira constante

O mundo sempre gira
E girando continuará
Ao redor do grande sol
Que brilhando sempre está

O mundo que vivemos
De terra nominado
É uma grande espera
Que gira estando parado

O terra é um mistério
Pois vive na solidão
Com astros para todo lado
E não faz parte de constelação

É realmente um estranho
E lá no fundo engraçado
Pois sempre foi sozinho
Num universo constelado

Mas o que se pode fazer
Se em meio à tanta constelação
Esse mundo decidiu
Viver na sua rotação

Na verdade esse mundo
Sozinho ele nunca está...
Pois enquanto vai girando
Ver algo ali e acolá...

Esse mundo dá voltas
Vive sempre a girar
Ao redor dele e do sol
Algo espetacular

Que mundo inteligente
Igual a ele é raridade
Um mundo tão independente
Que a solidão não lhe invade

Um fenômeno do universo
Por estreias arrodeado
E que tem o sol e a lua
Como fortes aliados

Esse muito com certeza
É por Deus abençoado
Pois em todos os seus ângulos
Lindamente é contemplado

Planeta terra e solo
Planeta natureza
Planeta água e mar
Planeta de grande beleza

Além de planeta água
E planeta terra e céu
Neste planeta várias espécies
Bem diferente sobreviveu

Esse é o planeta terra
O planeta que vive a girar
Planeta que na rotação
A solidão conseguiu superar

Planeta terra e água
Planeta céu e ar
Onde nenhum alienígena
Conseguem aqui se instalar

Acredite... aqui na terra
Já aconteceu muita invasão
Mas os aliens neste mundo
Não consegue viver não

Toda vez que os aliens tenta
Esse mundo aqui invadir
Se assusta com o clima
E trata logo de fugir

É solo, é ar e água fresca
Gente em toda direção
Sem falar que está tomado
Pela tal corrupção

Sem falar que os E.T's
Tem medo de ser clonado
Ser aqui reproduzido
E depois escravizado

Pois depois que os terráqueos
Inventou a inseminação
Pega qualquer DNA
E faz cline de montão

Os terráqueos sabe até
Um DNA multiplicar
Sabendo disso aí é que os aliens
A terra nunca vai tomar

O primeiro E.T que veio a terra
Foi pego em uma conspiração
E enganado por um líder terráqueo
Dessecado morreu em uma prisão

E até parece que antes de ser pelo
Ao seu planeta não avisou
Passem longe desse mundo
E a notícia não se espalhou

Acredito que neste momento
Em que aqui você está lendo
Em algum lugar aqui na terra
Tem escondidos, E.T's vivendo

Ele nunca vai mostrar suas caras
Depois de tudo o que observou
Devem ter mais medo dos terráqueos
Do que do líder que lhe enviou

Esse mundo giratório
De paisagens radical
Faz mais medos pros E.T's
Do que uma guerra espacial

Eles ainda visitam essa terra
Por conta de diversas vegetação
As variedades em nosso minério
E acompanhar nossa evolução

E.T's insistem à terra voltar
Por simples falta de compreensão
Alienígenas fiquem ciente
A terra não é ideal pra invasão

Os terráqueos já não aceita
Ser invadido por própria nação
Imagina se vai aceitar
De alienígenas uma invasão

Se ligue aí E.T, pois se bobear
Terráqueo te pega, só para estudar
Procure outro mundo, para o explorar
Pois esse daqui, invadido já estar

Esse mundo aqui já se acostumado
Com todos terráqueos já se habituou
Esse mundo até já está familiarizado
Com tudo o que aqui você encontrou

Procure um mundo parecido
Ou quem sabe um igual
Se vira... e vai explorar
O espaço sideral

Se E.T, for mesmo inteligente
Que vá para outro lugar
Pois esse mundo giratório
Já tem para quem sua volta dar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário