terça-feira, 12 de junho de 2018

SEU JEITO

Vira volta, volta virá
Vira e sempre vai virar
Agorinha está por cima
De repente, não estar!

Pois agora está por cima
E depois está por baixo
Da laranja um só gomo
Mas da uva é um cacho

Um sobe e desse, desse sobe
Um cai, levanta para cair
Um não quero compromisso
Mas quero muito divertir

É aquele agora quero
E depois não quero mais
Uma hora tem sossego
Outra hora não tem mais

Uma hora bom humor
Outra hora está de lua...
Se diverte um momento
E o mal humor, já continua...

Pois uma hora você ama
Depois já não ama mais
Uma hora diz; "fica comigo!"
Depois diz; "me deixa em paz!"

Algo meio que complicado
É esse seu jeito de ser
De uma coisa tenho certeza
"Não quero ser igual a você!"

Uma mudança repentina
Essa coisa de repente
Vou lhe falar a verdade
Isso enlouquece a gente

Mas o que posso fazer
Se você nasceu assim
Ninguém é igual ninguém
Tu não és igual a mim

Já que ninguém é igual
E cada um tem o que jeito
Seja como você éh...
Pode ser! Eu te aceito...!

Esse jeito bipolar
Esse jeito bem enrolado
Ele às vezes até me irrita
Mas eu acho engraçado

Já me acostumei assim
Eu custei compreender
Mas enfim, eu descobrir
Que não vivo sem você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário