sexta-feira, 16 de novembro de 2018

A CULPA FOI SUA

Você andava tão ausente
Estava sempre ocupado
Se importava com tudo
Mas deixava-me de lado

Deu atenção para todos
Já de mim se esqueceu
Machucou meu coração
Na crença "amor" foi ateu

De mim sempre distante
Não me deu uma atenção
Nem por um só instante
De mim teve compaixão

Com meus sentimentos
Não teve consideração
Demonstrando ser cruel
Uma pessoa sem coração

Mesmo com tudo isso
Em teu amor insistir
Só que teve uma hora
Que optei em desiatir

Pois não valia a pena
Viver me humilhando
Pois por culpa sua...
Eu só vivia chorando

Loucamente eu te amei
E mais que tudo te quis
Custava dá-me atenção
E tentar fazer-me feliz!

Você tanto desfez de mim
Nunca que me deu valor
Por fim me cansei de você
Cansei, cansei... e acabou

Constantemente era ausente
O meu amor não correspondeu
Agora aguente a consequência
Pois o meu peito te esqueceu

Como a culpa foi só sua...
Não venha culpar eu
Foi você quem quis assim
Você quem escolheu

Pois tanto que eu te amava
Que até esquecia de viver
Mesmo assim tu não me quis
Não conseguiu compreender

Com sentimento não se brinca
O amor não é uma brincadeira
Desprezar um grande amor
És uma grandíssima besteira

Você nunca que me amou
Essa sim, que é a verdade
E isso que tu fez comigo
Foi uma tremenda maldade

Muito eu te quis e te amava
De você sempre corri atrás
Só que você perdeu play boy
Agora eu... não te quero mais

Pois agora é muito tarde
Esquece esse vamos tentar
Agora é tarde de mais
Para de volta, eu te aceitar

E... reanalisando o caso
A culpa foi sua sim
A culpa foi toda sua
Não ouse pôr-a em mim

Foi algo imperdoável
O que você me fez
Não vou te desculpar
Por nem mais uma vez

Vou seguir em frente
A meta é te esquecer
E encontrar alguém
Para substituir você

O que eu não posso mesmo
É desistir de novamente amar
Então partiu... pois demorou!
Vou pôr algum em seu lugar

Depois de tanto sofrer
E sentir teu desprezo voraz
O placar "desamor" virou....
Eu é que não te amo mais

Com a dor do teu desprezo
Meu coração só se fortaleceu
E como falei, vou repetir...
Quem não mais te quer sou eu.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

VARIAÇÃO DO TEMPO

Uma noite fria, muito fria
Mas nela toda eu dormir
Mas tão bem agasalhada
Que esse frio nem sentir

Só que depois da noite fria
Um grande céu azul se viu
Onde o grande esperado
Era um dia ainda mais frio

Mas só que o dia esquentou
E foi..., é muitíssimos quente
A sensação era "que derretia"
O cérebro de tudo que é gente

Aquele dia fadigado
Um real torturador
Que fez todo mundo
Molhar-se de calor

Dia quente, ensolarado...
Suor caindo pelo rosto
Salobro como desgosto
Do esperado, foi oposto

Dia difícil..., dia puchado
Dia corrido, dia enrolado
Onde todos se sentiram
Era sendo dessentregado

Uma grande decepção
Pois o dia foi muito ruim
Um completo pesadelo
Este dia, foi... para mim

Mas não me desanimei
Continuei a andar
Pois com ou sem calor
Tudo vai se ajeitar

Estava quase parando
Como um carro na estrada
O carro seria sem gasolina
E eu era encalorada

Eu cansada, nada animada
E meio que desorientada
Mas firme estava em saber
Para Deus, isso não é nada

Mas com tantas variações
Sinti-me, bem... frustrada
Mas feliz, "pois combatida!"
Só que, nunca... derrotada

Daí então a cabeça levantei
E cliquei no botão continuar
E vi às coisas acontecerem
O tempo novamente esfriar

E acabou aquele calorão
O tempo novamente esfriou
E da fadiga que eu estava
Meu corpo se reestabilizou

Sabemos que o tempo é assim
Bem, mas bem desestabilizado
Então cabe a cada pessoa
Ficar atento, sempre preparado

Um dia vai ser frio
E o outro dia não
Então é muito importante
Prestarmos atenção

O dia pode ser quente
E de noite depondo esfriar
E ao contrário ter um dia frio
E de noite esquentar

Mas para quem vive
Em um País tropical
Para falar a verdade
Noite fria é bem legal.

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

UM PELEGRINO SOU

Um pelegrino ...sou
Sempre... à pelegrinar
De penitência em penitência
Minhas promessas a pagar

Pelegrino ...eu sou
Neste meu caminho
Que vou caminhando
Mesmo que sozinho

Um pelegrino vivo
Sempre à pelegrinar
Debaixo deste céu
Promessas a honrar

Vou eu pelegrinando
Promessas vou fazendo
A graça alcançando
E assim eu vou vivendo

O verdadeiro pelegrino
Vive aqui e acolá...
Cada graça alcançada
Ele alegre vai pagar

Paga a sua promessa
E pelegrinando ele vai...
Quanto mais graça alcança
Ele mais promessas faz

Pelegrino não meginga
Ele vive sua missão
Como ele vive pela fé
Acredita em compaixão

Eu sou pelegrino
Pelegrino eu sou
Esperando minha graça
"O Milagre do Amor"

O que sendo concedido
A promessa vou pagar
E na estrada desta vida
Irei eu, ...pelegrinar

Pois em toda minha vida
Muita promessa eu fiz
Muita coisa alcancei
Só que nunca fui feliz

Um coisa que nem todo...
O dinheiro pode comprar
É a chance que se tem
De ser amado e amar

Um amor incondicional
Um amor sem falsidade
Amor autêntico e profundo
Aquele amor de verdade

Então pelegrino estou
Pois um pelegrino sou
Um fanático, devoto
Na busca pelo "amor"

Pelegrino eu sou
E sempre irei ser
Sei que na hora certo
Vou me surpreender

O amor é um sacrifício
Pois se doa, "coração"
Sem saber se dará certo
Ou será só... ilusão

Também o pelegrino
Vive a vida a apostar
Acreditando sempre...
Que bênção vai alcançar

"Por isso pelegrino!"
Um pelegrino eu sou
Em busca da conquista
"Da paz e do amor"

Pagando a promessa
Quero eu testemunhar
Que milagre acontece
Que é só acreditar...!

Depois de, essa graça
Finalmente alcançada
Pelegrino continuarei...
Pelegrino nesta estrada

Na estrada da vida
Conhecida estrada da fé
Todo aquele que acredita
Um pelegrino éh...

Eu como um pelegrino
Minha fé sempre reinvento
Com a firme convicção
Que tudo tem seu momento

Então em meu objetivo
Vou sempre persistir
Com a convicta certeza
De que irei conseguir.

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

UMA TRISTE REFLEXÃO CONTADA

Uma profunda tristeza
Esses dias me envolveu
Minha mente martelou
E o meu peito corroeu...

Torturou a minha alma
Maltratou meu coração
Os sonhos que eu tinha
Transformou em ilusão

A tristeza me pegou
Me jogando lá no chão
Então caída ali fiquei
Até que perdir a razão

Fiquei meio abobalhada
Fiquei mesmo sem acão
Quase perco o meu juízo
Uma completa sem noção

Uma fase muito da ruim
Onde quase desistir de viver
Serio... Meu mundo acabou...
E eu, só queria "morrer!"

Era tão forte minha tristeza
Que um jardim, triste eu deixei
Todas flores dele murcharam
Bem depois que nele passeei

Após às flores murcharem
No Jardim tudo se secou...
Flores por flores morreram
A minha tristeza às matou

Depois de tão grande... tragédia
A minha tristeza, só... aumentou
Dessa catástrofe sem tamanho...
Os seus escombros me esmagou

E depois disso para que viver?
Pensei até em minha vida tirar
Para que mesmo, viver assim?
Fiquei eu... a me perguntar...!

Que sentido tem a vida
Que sentido tem o mundo
Se a tristeza não te deixa
Não te larga um só segundo

Que sentido tem a vida
Vida essa sem alegria
Que sentido tem viver
Triste a noite, e de dia

Uma tristeza profunda
Veio tentar me sufocar
Ela tentou me emergir
Em sua onda me levar

Pois a onda da tristeza
Quis mesmo me tragar
Só que, por um tris
Eu conseguir me salvar

Dei mesmo, a volta por cima
A minha cabeça levantei...
Abandonei, todo o desânimo
E de ser triste eu deixei

Troquei aquela tristeza
Por um pouco de alegria
E vi que isso era bom
Que era o que eu queria

Recuperei às minhas forças
E então refiz os meus conceitos
E vi também que nesta vida
Em tudo, tudo... dasce um jeito

Vi que nem tudo, é tristeza
E que a alegria tem seu preço
Falei chega! Vou ser é feliz!
De tristeza quase enlouqueço

Então... Assim que foi o fim!
Da tal tristeza que me tomou
Do nada, em mim ela surgiu
E plim! De repente me deixou

Então o eu dentro de mim
"Aos céus!" Enfim se alegrou
A minha mente, ficou leve...
E meu coração se aquietou

Voltou então a minha razão
Se alegrou meu coração
Descobrir que na verdade
...A tristeza, que é ilusão!

Um triste conto contei
Conto triste de chorar
Um conto para refletir
Certamente ira gostar.

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

A TÍPICA POESIA

A típica poesia brasileira
Eu vou contar para você
É aquela que até criança
Ler e consegue entender

A poesia que fala de amor
A que transmite emoção
Aquela que toca a alma
A que provoca a paixão

Poesia que lhe causa riso
Que lhe faz dá gargalhada
Isso mesmo! A boa poesia
Faz você dá muita risada

E também a típica poesia
Faz quem a ler poetizar
Contentamente faz o leitor
Ler e reler sem se cansar

Se não sabe o que fazer
E nem sabe o que falar
A solução é poesia ler
E alegremente receitar

Uma poesia lhe faz sorrir
E pode lhe fazer chorar
Pois lendo você fica triste
E também pode se alegrar

Viajar na estrada poética
É um exercício mental
Algo mega estimulante
E cem por cento natural

A típica poesia brasileira
Aquela de antigamente
Não adianta falar que não
Pois ela fala o que se sente

Uma verdadeira reflexão
História de vida contada
Uma realidade ou ficção
Detalhadamente narrada

Sendo ou não sendo real
Acontecido ou imaginado
Poesia contagia
E deixa o leitor hipnotizado

De maneira desajeitada
Aqui vou escrevendo
Imaginando cada leitor
Atenciosamente lendo

Aqui vai... uma poesia
Escrita com o coração
Que entra na sua mente
E lhe enche de emoção

A típica poesia brasileira
A tradicional poesia popular
Aquele que é criada
Que é escrita para encantar

Uma poesia para ler
Uma poesia para cantar
Poesia que faz sorrir
Que faz se emocionar

Poesia que tira o folego
Poesia que faz flutuar
Poesia que apaixona
Poesia que faz sonhar

Pois poesia mexe com a alma
Ela amolece um coração
Quebra muros e barreiras
Faz voar na imaginação.